:: Sexta-feira , 30 de Julho de 2010 às 21h09
::  

A Idade de Ser Feliz



Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se
PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.

BOM FINAL DE SEMANA

 

 


:: Quarta-feira , 28 de Julho de 2010 às 20h35
::  

FELIZ ANIVERSÁRIO!
.
.
.
Hoje é um dia diferente é meu aniversário
Quisera hoje poder encontrar todos os amigos
Que por minha vida passaram e juntos cantarmos
Parabéns...
Mas a vida é assim...
Uns vão outros vem
Não é sempre que os amigos
Podem estar presentes em nossa vida
O tempo vai passando
E mais um ano que se despede
Foi um ano feliz com muitas surpresas
Espero que nessa nova etapa da vida
Eu possa ser ainda mais feliz
Realizando meus sonhos e projetos
Tudo passa e hoje queria um abraço
Muito especial daquela que em conjunto
Com Deus fez este milagre acontecer, eu
Mas a vida é assim...
Contento-me com os abraços de quem me ama
E me deixa feliz todos os dias aqui a viver
Agradeço a Deus pela minha existência
Por ser mais um milagre da vida
A vida é repleta de milagres
E neste dia do meu aniversário
Sinto-me como um milagre diante de Deus
E agradeço por mais um ano de oportunidade
Agradeço aos meus familiares que me amam
Que estão sempre presentes
E nunca me abandonam a mercê da vida
Aos meus amigos que estão em minha vida
Reparto o meu coração em muitos pedaços
Doando um pedacinho para cada um
Se eu pudesse ter muitos braços
Abraçaria a todos mesmo distantes
E me abraçaria ternamente
Agradecendo assim a minha existência
E neste momento peço que Deus fique
Ao meu lado, pois sem ele é impossível
Viver na multidão da vida
Hoje abraço todos meus amigos
E principalmente meus filhos
Que é a riqueza que conquistei
Meu neto amado.
Meu pai e irmãos e minha mãe
Eu mando um recado do coração
OBRIGADA por fazerem parte da minha VIDA!
.
.

Amanhã 29/07 é meu niver....
e como não vou estar em casa, clarooo vou comemorar.....
Deixo aqui meu agradecimento....
Agradeço a DEUS por mais um ano de vida bem vivido...
E que assim seja por mtos e mtos anos...

.
.

 

 







:: Terça-feira , 27 de Julho de 2010 às 20h00
::  

AMOR ACABA?






Dizem que tudo tem um final feliz. Se não teve ainda é porque não chegou ao fim. E o amor acaba? Um dia ele começou, sem você ao menos perceber e se você ainda o sente é porque ele ainda está aí. Não acabou.

Tem gente que costuma dizer que o amor morreu, como se fosse uma pessoa que deixou de existir. Partiu! Foi dessa pra melhor. Está morto e enterrado. Mas aí vem o luto vestido de tristeza e saudade. Uma dor fininha no fundo do coração ou uma lembrança no canto da mente.

Fantasmas que te assombram a noite levando embora seu sono e trazendo um medo terrível da solidão. Tem gente que não chama de fantasma, chama de encosto. E vai até em terreiro de macumba pra se livrar da assombração. Mas a maioria costuma ir pra saber se existe vida após a morte. Será que ele volta mesmo em sete dias?

Já tem amor que não morre, fica em coma. Sem ninguém com coragem de puxar a tomada. Eutanásia no coração requer uma confiança que a maioria das pessoas não tem. E se só existir uma vida? E se só existir um amor?

Dizem que só existe uma coisa certa na vida que é a morte. Tudo que tem um começo tem um fim. Mas o fim pode ser o início de um novo começo?

De repente o amor obtenha o perdão e possa ressucitar e, enfim, viver eternamente no paraíso, livre da culpa, dos pecados e das omissões.

Perfeito demais? É uma questão de fé.

De repente o amor pode reencarnar e tomar ciência de seus equívocos, se redimir e conseguir uma nova chance de cumprir sua missão. E tentar, e tentar, e tentar...

E pra quem não acredita em vida após a morte, aconselho viver esse amor com todas as suas forças porque quando ele se for não haverá uma outra chance.

Dizem que viver é sofrer e que a morte é o fim. Mas sem se dar conta você um dia para e se pega sorrindo olhando para as estrelas, para o balançar de uma árvore ou para o movimento do mar. E nesse minuto você esquece de tudo. Apenas sente, vive.

Se amor é vida, tente multiplicar esses minutos de sorrisos que brotam nos lábios por coisas tão simples, sem se preocupar com o fim, apenas vivendo, apenas sentindo. E o dia que o amor se for vai ficar aquela sensação de um dia de ter um dia ter vivido. De um dia ter sido feliz.

E começar tudo outra vez.....

"Que não seja imortal posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure"

Vinícius de Moraes

 

 

 

 


:: Segunda-feira , 26 de Julho de 2010 às 20h16
::  

SER VOVÓ


Ser vovó é MUITO BOM!
tem sabor de brigadeiro,
sorvete de morango, pipoca
batata-frita e amendoim...

Um netinho traz muita alegria,
Sapequices que são jóias,
Num corre corre de peraltices
recheado de canções e histórias
Que só uma linda-linda pode entender!

Nessa troca de bem querer,
músicas de ninar e Discovery kid
fazem a nossa trilha sonora...
Onde miles beijos podem acontecer!

Engraçada como a vida é...Quando seus filhos nascem, é tão grande a emoção, que vc acha que nada mais na vida poderá superar essa sensação! Então a vida passa, seus filhos crescem, seguem com suas vidas, e um dia colocam em seus braços um “serzinho” desconhecido, que sem nem mais nem porque,invade seu coração com um sentimento louco... Mas não estranho: vc percebe então que já passou por ele antes, só que dessa vez, pode parecer que não, mas sua missão é mais leve. Dizem que ser avó é ser mãe duas vezes, então quero ser para meu neto, duas vezes a parte “boa” que fui para meus filhos. Amar d+ , ser amiga sempre ,ser o ombro para chorar, o ouvido para escutar, e mais importante que tudo,a mão que ele poderá segurar qdo se sentir "perdido"......TE AMOOOOOOOOOOOOO Biellllll !!!

 

Falar aqui do meu neto Gabriel....

Eu passaria a noite falando..escrevendo....

só sei dizer, q a emoção....é única...

Ser mãe é demais....uma experiência ímpar....

mas ser vovó...é ser mãe 2x...é ser mãe de acúcar....

e eu AMOOOOOO.....ser vovó desse garoto

Lindo..esperto...gostoso...é o meu tesourinho!

Te amoooooo amoreco da vó!

E FELIZ DIA DA VOVÓ para tds que já são

e pra mim tbbb....rs

GABRIEL TE AMO !

 


:: Sexta-feira , 23 de Julho de 2010 às 21h07
::  

O CÁRCERE DA INVEJA
.
.
.
.
.
A cada passo na estrada humana, encontramos a sombra da inveja que persiste em aturdir incontável número de pessoas.

A inveja é dessas torturas íntimas que dificilmente consegue-se aplacar Muito raramente é admitida por quem é sua presa.

O invejoso sente-se arder por dentro, cada vez que se vê impossibilitado de deter o que os outros detêm, de fazer como os
outros fazem ou de ser como os outros são, tendo sempre os olhos faiscantes diante de alguma coisa ou posição conquistada
por alguém sob sua mira, perdendo muitas vezes o controle das próprias reações.

O invejoso se descompõe e se perde no valão do ridículo, em função da ansiedade de querer a todo custo ocupar o ‘lugar’
de terceiros. Mais lamentável ainda, é que é tomado de mágoa, de raiva, de maus sentimentos em relação às pessoas que se
lhe tornaram alvo dos infaustos sentimentos.

É comum que o invejoso chafurde em dívidas, para não perder o fio dos modismos. É comum que aceite as sugestões de
contravenções e de crimes, desejoso de conseguir mais facilmente o que outros obtiveram, muitas vezes, por seus esforços
próprios, enlameando-se sempre mais nesse pântano de difícil saída.

A inveja torna-se, assim, uma força perturbadora e aniquilante, porque enceguece o invejoso, que não se apercebe de que
se lutar como os outros lutaram, se trabalhar como os outros trabalharam, se se devotar da forma como os outros se
devotaram, por certo tudo conquistarão, sem necessidade do expediente infeliz da inveja.

São alvos da inveja a fortuna bancária e as posições sociais, os títulos intelectuais e os dotes artísticos, a aquisição
exuberante ou a mais singela. Invejam-se a roupa nova, a jóia diferente, a viagem encetada, e tudo o mais que se acha nas
mãos alheias e não nas do invejoso ! 
.
.
.

O termómetro do sucesso é apenas a inveja dos descontentes.

Salvador Dalí


:: Quinta-feira , 22 de Julho de 2010 às 22h17
::  

NÃO DESISTA DE VOCÊ 

 

 

Eu queria poder dizer que tudo esta perfeito, que tudo se realizou e que tudo aconteceu, mas não posso.

E mesmo que tivesse 120 anos, 100 anos a mais do que tenho não poderia dizer que realizei tudo o que queria, porque a vida muda constantemente e por mais que você queira é impossível impedir as mudanças do corpo, da mente e até mesmo da situação financeira.

E isso é frustrante, porque ninguém gosta de sofrer e ficar esperando as coisas darem certo. E aquele lance de "faça acontecer", não dá certo com todo mundo não...

Mas apesar dos "poréns" da vida, a palavra "desistir", não pode estar presente no vocabulário de uma pessoa que quer vencer na vida.

Ás vezes dá vontade de desistir de sumir, de ir para uma ilha deserta, já que a vida perfeita e idealizada esta longe de se concretizar mesmo... De nada adiantaria fugir dos problemas, eles iriam ir junto.

As pessoas que fogem de seus problemas são as que mais sofrem, porque não conseguem administrar as suas decepções.

E o vencedor é aquele que encara as frustrações de frente, de cabeça erguida. É difícil, é, mas não é impossível. E nada é impossível na vida.

É só acreditar que você consegue. Em qualquer aspecto da sua vida, se você lutar por ele, você atinge seus objetivos.

Não desista de você!

 

 


:: Quarta-feira , 21 de Julho de 2010 às 20h48
::  

SER MÃE


 

A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga.

O instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É levá-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas.

Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampará-lo nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: E se tivesse sido meu filho?

E ante fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observá-lo sentado no chão, brincando com o filho.

É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalhadinha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de mamãe a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê.

Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um Espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

A maternidade é uma dádiva. Ajudar um pequenino a desenvolver-se e a descobrir-se, tornando-se um adulto digno, é responsabilidade que Deus confere ao coração da mulher que se transforma em mãe.

E toda mulher que se permite ser mãe, da sua ou da carne alheia, descobre que o filho que depende do seu amor e da segurança que ela transmite, é o melhor presente que Deus lhe deu.

 

 

"Redação do Momento Espírita, com base no capítulo

Dia das mães, de autoria de Sharon Nicola Cramer e no capítulo' Isso vai mudar totalmente a sua vida', de autoria de Dale Hanson, ambos extraídos da obra Histórias para aquecer o coração."

 

Minha total solidariedade a Cissa Guimarães.....

Estou...chocada e mto triste!

Perder um filho na flor da idade...ou seja lá que idade for....

Deve ser a pior dor do mundo....Eu como mãe imagino!

É um susto... e a gente lembra de como é frágil a Vida!

Que DEUS a conforte......

 


:: Terça-feira , 20 de Julho de 2010 às 20h44
::  

A Minha Eterna Amizade a Todas

Minhas Amigas GIGANTES!

Sem elas seria impossível Viver!

Amo-as!!

 


:: às 20h07
::  

AMIZADE

 

Hoje é Dia do Amigo, então aproveito pra dizer que, sim, acredito em amizade entre homem e mulher!

Podem duvidar de mim, mas eu consigo conceber essa relação sem nenhum tipo de atração física ou interesse amoroso.

Mesmo que o amigo seja gato, cante bem, seja fashion ou seja a pessoa mais perfeita do mundo pra te ouvir. Não são esses predicados que te ligam a ele!
Acho bem engraçado _ e consigo enxergar um pouco de verdade _ na citação da atriz tresloucada Mae West, quando diz "Ama teu próximo. E se ele for alto, moreno e bonitão, será muito mais fácil."

Mas isso não vale pra esfera das amizades. Quando não se leva em conta o sexo, a condição, a posição social ou cultural de alguém por quem vamos no apegar. Às vezes, tudo o que precisamos é de um olhar oposto sobre o nosso mundo, para mostrar o quanto estamos fantasiando uma situação. Mais ou menos como o yin e o yang dos orientais, a complementação dos opostos.

Mulheres são prolixas, homens costumam ser lacônicos. Já tentou pedir a opinião de um homem sobre uma roupa? Ele nem vai hesitar em ser sincero, mesmo que te aconselhe a não sair de casa com teu vestido arrasa-quarteirão caríssimo! E o melhor: dá pra acreditar no que ele diz.

Não que as mulheres precisem mentir, mas elas darão opinião de forma bem diferente. Quem já passou pelas duas situações sabe bem do que estou falando. Estudos ingleses mostram que mulheres precisam "gastar" 21 mil palavras por dia, enquanto os homens precisam se livrar de apenas um terço desse valor. Não é de estranhar, então, que o carinha fique te olhando enquanto tu falas, falas, falas… E, no final das contas, ele tenha uma posição bem sensata. Com toda essa economia de palavras!

Não entra nessa história o amigo que é amor também. Uma relação, pra ser bacana, tem que misturar os dois elementos: paixão e cumplicidade. Mas, se a paixão inexiste, dá para ser cúmplice sem traspassar os limites entre o emocional e o corpóreo. Nunca se apaixonou por um amigo, sem que essa adoração tenha pretensão de mudar teu relacionamento de amizade?

Aos céticos, não é fácil o exercício de convencimento! Sei disso. Sempre aparece alguém pra duvidar dessa minha teoria. Eu não deixo! Tenho muitos meninos queridos na minha vida. Cada um me ajuda a encarar as situações de forma mais objetiva ou mais singela.

E é nisso que reside a graça da relação, o poder de se renovar, quase sem querer.

Tríssia Ordovás Sartori

 

 

 

A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar,

 ao amigo,

 de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.

Millôr Fernandes


:: Segunda-feira , 19 de Julho de 2010 às 21h50
::  

 

Troquei sonhos por objetivos.

 Eles são mais compactos,

ocupam menos espaço e dão mais certo!

 


:: às 21h21
::  

 ME ENLOUQUEÇA...

Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.

Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ... Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se calhar ... Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora. Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas. Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções. Me rapte! Se nada disso funcionar ... experimente me amar!

MARTHA MEDEIROS

.

.

.

 

 


:: Sábado , 17 de Julho de 2010 às 18h16
::  

Aproveite bem seus dias...

Aproveite seus finais de semana...

E sempre acrescente VIDA a td q faça....

Essa é a pequena receitinha para se ter uma Vida Feliz...

E Boraaa..q o fds só tá começando....

Beijosss

Mônica


:: às 17h46
::  

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.

Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.

Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?

Charles Chaplin

Como seria bom a Vida ser assim...

Charles Chaplin sabia das coisas !

 


:: Sexta-feira , 16 de Julho de 2010 às 19h10
::  

QUANDO A TEMPERATURA ZERA E O CLIMA ESQUENTA...

O inverno chegou (ele estava de férias longe do nosso verão) e a partir de agora, cada um dos poros de nosso corpo quente começam a sentir frio. Esta é a época do ano que iguala as atenções tanto para os sarados quanto para os gordinhos. As barriguinhas de fora que durante a estação do sol ficavam mostrando umbigos adornados com piercings, cedem lugar para os blusões e mantas. E sem o apelo visual a conversa é o que mais conta na hora de prender a atenção de quem espirra. Olhares para corpos delineados são trocados por diálogos envolventes e bem-humorados.

A fidelidade parece ganhar espaço, pois olhar para o lado seria o mesmo que olhar para um cabide cheio de roupas. O desejo animal cede lugar ao carinho fraternal. Tudo é motivo para se ficar juntinho de quem se gosta, o chocolate quente tem até gostinho apaixonado e os rostinhos não cansam de ficar colados.

O universo é apenas você, sua amada, e uma pilha de roupas que separa os dois. Vemos tão pouco da outra pessoa, que a imaginação preenche todo resto que se encontra encoberto (esperando o momento de ser descoberto). E a sedução do olhar marca presença.

O inverno é um tempo de se ficar frio e com frio. Época em que nossa casa se transforma em uma imensa caldeira, recheada de calor humano, tentando vencer o clima congelante das baixas temperaturas que transformam o mundo em nossa volta em uma enorme geladeira.

O que antes era um par romântico, vira um trio amoroso. Feito por você, seu amor e sua coberta, que acoberta vocês dois, servindo de cúmplice no prazer maior de se esquentar. Aliás, é neste período de frio, que procuramos o par ideal, seja ele o par de meias, o par de luvas ou mesmo o nosso par romântico.

Enfim, o inverno é uma época onde os amantes trocam juras, pois juram um ao outro que não vão puxar as cobertas, e nem se tocar enquanto suas mãos estiverem frias. Mas estas são apenas algumas das singelas juras que se mesclam a outras sinceras juras, nas noites frias que tornam tão caloroso o inverno. Por falar em inverno, nada melhor que aproveitar o tempinho frio e ocioso que porventura ocorra entre as refeições, o sono, o trabalho e/ou os estudos para ler alguma coisa com doses de humor!!

Bom final de semana!!!!

 

 


:: às 18h35
::  

Para pensar.....pensar....

 

 


:: Quarta-feira , 14 de Julho de 2010 às 19h45
::  

Tenho juizo, mas não faço tudo certo,

 afinal todo paraíso precisa de um pouco de inferno!

 

 


:: às 19h30
::  

O que faz bem pra minha saúde!



Acho a maior graça. Tomate previne isso,cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal,

 um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere...

Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.

Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.

Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me
embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais... os médicos deveriam proibir - como doem!
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo,
faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde!
E passar o resto do dia sem coragem para pedir
desculpas, pior ainda!
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou mussarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca!
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada!

Martha Medeiros

 


:: Terça-feira , 13 de Julho de 2010 às 21h09
::  

Há homens que têm patroa.
Há homens que têm mulher.
E há mulheres que escolhem o que querem ser

  Martha Medeiros

 

 

 


:: às 19h02
::  

Dos ficantes aos namoridos



Se você é deste século, já sabe que há duas tribos que definem o que é um relacionamento moderno.

Uma é a tribo dos ficantes. O ficante é o cara que te namora por duas horas numa festa, se não tiver se inscrito no campeonato “Quem pega mais numa única noite”, quando então ele será seu ficante por bem menos tempo — dois minutos — e irá à procura de outra para bater o próprio recorde. É natural que garotos e garotas queiram conhecer pessoas, ter uma história, um romance, uma ficada, duas ficadas, três ficadas, quatro ficadas... Esquece, não acho natural coisa nenhuma. Considero um desperdício de energia.

Pegar sete caras. Pegar nove “mina”. A gente está falando de quê, de catadores de lixo? Pegar, pega-se uma caneta, um táxi, uma gripe. Não pessoas. Pegue-e-leve, pegue-e-largue, pegueeuse, pegue-e-chute, pegue-e-conte-para-os-amigos.

Pegar, cá pra nós, é um verbo meio cafajeste. Em vez de pegar, poderíamos adotar algum outro verbo menos frio. Porque, quando duas bocas se unem, nada é assim tão frio, na maioria das vezes esse “não estou nem aí” é jogo de cena. Vão todos para a balada fingindo que deixaram o coração em casa, mas deixaram nada. Deixaram a personalidade em casa, isso sim.

No entanto, quem pode contra o avanço (???) dos costumes e contra a vulgarização do vocabulário? Falando nisso, a segunda tribo a que me referia é a dos namoridos, a palavra mais medonha que já inventaram. Trata-se de um homem híbrido, transgênico.

Em tese, ele vale mais do que um namorado e menos que um marido. Assim que a relação começa, juntam-se os trapos e parte-se para um casamento informal, sem papel passado, sem compromisso de estabilidade, sem planos de uma velhice compartilhada — namoridos não foram escolhidos para serem parceiros de artrite, reumatismo e pressão alta, era só o que faltava.

Pois então. A idéia é boa e prática. Só que o índice de príncipes e princesas virando sapo é alta, não se evita o tédio conjugal (comum a qualquer tipo de acasalamento sob o mesmo teto) e pula-se uma etapa quentíssima, a melhor que há.

Trata-se do namoro, alguns já ouviram falar. É quando cada um mora na sua casa e tem rotinas distintas e poucos horários para se encontrar, e esse pouco ganha a importância de uma celebração.

Namoro é quando não se tem certeza absoluta de nada, a cada dia um segredo é revelado, brotam informações novas de onde menos se espera. De manhã, um silêncio inquietante. À tarde, um mal-entendido. À noite, um torpedo reconciliador e uma declaração de amor.

Namoro é teste, é amostra, é ensaio, e por isso a dedicação é intensa, a sedução é ininterrupta, os minutos são contados, os meses são comemorados, a vontade de surpreender não cessa — e é a única relação que dá o devido espaço para a saudade, que é fermento e afrodisíaco. Depois de passar os dias se vendo só de vez em quando, viajar para um fim de semana juntos vira o céu na Terra: nunca uma sexta-feira nasce tão aguardada, nunca uma segunda-feira é enfrentada com tanta leveza.

Namoro é como o disco “Sgt. Peppers”, dos Beatles: parece antigo e, no entanto, não há nada mais novo e revolucionário. O poeta Carlos Drummond de Andrade também é de outro tempo e é para sempre. É ele quem encerra esta crônica, dando-nos uma ordem para a vida: “Cumpra sua obrigação de namorar, sob pena de viver apenas na aparência. De ser o seu cadáver itinerante".

Martha Medeiros

 

 

E eu tenho um namorado......

E amuuuu ele....rs...

Sábia Martha!

Beijosss

Até a próxima!




Histórico:
- 01/12/2010 a 31/12/2010
- 01/11/2010 a 30/11/2010
- 01/10/2010 a 31/10/2010
- 01/09/2010 a 30/09/2010
- 01/08/2010 a 31/08/2010
- 01/07/2010 a 31/07/2010
- 01/05/2010 a 31/05/2010
- 01/12/2009 a 31/12/2009
- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/10/2009 a 31/10/2009
- 01/09/2009 a 30/09/2009
- 01/08/2009 a 31/08/2009
- 01/07/2009 a 31/07/2009
- 01/06/2009 a 30/06/2009
- 01/05/2009 a 31/05/2009
- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/02/2009 a 28/02/2009